Renault Arkana: A primeira criação de uma nova era do fabricante francês

SUV coupé explora segmento frequentado por marcas premium. Tecnologia híbrida (E-TECH) é trunfo maior do modelo disponível a partir dos 31600 euros.

Com o novo Arkana, a Renault procura reinventar o conceito dos SUV coupé no Velho Continente, num segmento C tradicionalmente frequentado por marcas premium e não generalistas. Fá-lo com arte. E o local escolhido para a apresentação nacional deste modelo que completa a oferta da gama compacta (Mégane, Kadjar e Scénic), o Melides Art Villa, não podia ser mais apropriado, já que se trata de uma "residência" que acolhe artistas de todo o mundo para desenvolverem as suas criações.

Por outras palavras, o Arkana pretende ser uma primeira criação de uma nova era da Renault, alcançando inexplorados mundos. Todos os mundos, aliás, adaptando-se às especificidades de cada um dos mercados. Na Europa, por exemplo, este SUV coupé baseia-se na conhecida plataforma modular CMF-B da aliança, a mesma que acolhe as últimas gerações do Clio e do Captur. A produção, essa, é assegurada pela fábrica de Busan, na Coreia do Sul.

Tanto a alma como o corpo são híbridos. Com uma distância ao solo considerável (200 mm) e uma linha de cintura elevada e musculada, este SUV coupé marca presença na estrada. Na grelha frontal, o logo da Renault está maior e mais orgulhoso do que nunca e é ladeado por painéis brilhantes cromados, enquanto o para-choques procura dar um "toque" de dinamismo ao conjunto. Os faróis 100% LED continuam a marca a assinatura de iluminação em C, específica da marca francesa. Já agora, a traseira também exibe a assinatura de iluminação em forma de C, com uma faixa que se estende por toda a largura do portão traseiro, enfatizando as suas linhas retas. Mas talvez o perfil seja o ângulo mais distinto.

Mede 4.568 mm de comprimento, 1.571 mm de altura, tendo uma distância entre eixos de 2.720 mm.

Mede 4.568 mm de comprimento, 1.571 mm de altura, tendo uma distância entre eixos de 2.720 mm. Um tamanho que garante um perfil mais fluído, enquanto as inserções cromadas, principalmente nas janelas, nas proteções das portas laterais e nos guarda-lamas dianteiros, servem para realçar a estatura do modelo.

O habitáculo da versão R.S. Line , a mais desejada, tem várias características distintivas como o acabamento tipo carbono no tablier, os revestimentos das portas, uma faixa vermelha que percorre a parte superior do tablier e o teto em tecido negro. Destacam-se ainda os pedais desportivos em alumínio, o comando da caixa específico (e-shifter) no caso da versão E-TECH Híbrida e os emblemas R.S. Line que simbolizam o acabamento. Esta linha, de resto, estará disponível no Arkana equipado com motor híbrido E-TECH, assim como no TCe 140 a gasolina e no TCe 160.

Quanto a motores, todos beneficiam da mais recente tecnologia totalmente híbrida - E-TECH Híbrido 145 cv - e motores 1.3 TCe micro-híbridos de 12V, para além das versões de 140 cv e 160 cv (disponível brevemente).

O motor 1.3 TCe de 4 cilindros é equipado com um sistema micro-híbrido, composto por um alternador/motor de arranque associado a uma bateria de iões de lítio colocada sob o assento do passageiro. Uma tecnologia que assiste o motor de combustão nos arranques e acelerações, reduzindo os consumos de combustível (5,8 l/100km em ciclo combinado) e as emissões de CO2, ao mesmo tempo que beneficia o conforto de quem vai ao volante.

O bloco 1.3 com injeção direta de gasolina com 140 cv de e binário de 260 Nm tem o apoio direto de uma caixa automática de dupla embraiagem EDC de 7 velocidades.

A entrada na gama faz-se por intermédio da versão Business, que já conta com os faróis 100% LED, jantes em liga leve de 17"", e sistema multimédia com ecrã de 7"" compatível com Android Auto e Apple CarPlay. O nível Intens acrescenta-lhe as jantes de 18"" e o ecrã (vertical) para as 9,3" - o do painel de instrumentos tem 10"". Os estofos são em tecido TEP e o volante e o punho da alavanca da caixa de velocidades são em couro.

Os preços do novo Renault Arkana começam nos 31.600 euros do TCe 140 EDC (Business), passam pelos 35.200 euros do E-TECH Híbrido 145 (Intens) e acabam nos 37.800 euros desta versão, mas com o nível R.S. Line.

Ficha técnica

Renault Arkana E:TECH Híbrido 145 R.S. Line
Tipo de combustível Gasolina + elétrico (auto recarregável)
Cilindrada (cc) 1.598
Potência combinada kW (cv) 105 (145)
Velocidade máxima (km/h) 172
Consumos combinados (l/km) 4,9
Emissões CO2 (g/km) 108
Preço (€) 37.800

Mais Notícias

Outras Notícias GMG