Receita de filetes de pescada e arroz de tomate

Esta semana o chef Vítor Sobral partilha, com os leitores do DN, uma receita de filetes de pescada, arroz de tomate e pimenos assados, tomilho e limão.

Vítor Sobral é um dos chefs portugueses com maior reconhecimento quer em Portugal quer no estrangeiro. Defensor dos produtos portugueses, é hoje proprietário e responsável pelas cozinhas de vários restaurantes, como a Tasca da Esquina, a Peixaria da Esquina e o Talho da Esquina, para além das três padarias, também
da Esquina, em três bairros de Lisboa. Recentemente abriu, em parceria, o Otro e o Roger, ambos os resaurantes também em Lisboa.

Vítor Sobral, de 53 anos, foi homenageado em 1999 como Chef do Ano pela Academia Portuguesa de Gastronomia e em 2006 recebeu o grau de comendador da Ordem do Infante D. Henrique, pelo trabalho de divulgação e promoção que fez de Portugal no mundo.

Siga a receita do chef de filetes de pescada, arroz de tomate e pimenos assados, tomilho e limão

Ingredientes para 10 pessoas:

Filetes pescada 2 kg
Alho laminado 6 dentes
Louro 4 Folhas
Vinho branco 3 dl
Azeite virgem extra 1 dl
Salsa q.b.
Sal marinho tradicional q.b.
Pimenta de moinho q.b.

Ingredientes para a fritura
Farinha de milho 150 g
Óleo para fritar qb

Ingredientes para o Arroz de tomate

Arroz vaporizado 700 g
Tomate fresco pelado em metades 350 g
Pimento vermelho assado descascado em cubos 100 g
Bacon 80 g
Alho laminado 4 dentes
Cebola picada 150 g
Azeite virgem extra 0,5 dl
Vinho branco 1 dl
Caldo de galinha 1,8 L
Sal marinho tradicional q.b.
Pimenta de moinho q.b.
Tomilho limão 1 C. chá

Confeção:

Coloque o peixe a marinar numa vinha-d"alhos com os restantes ingredientes durante 20 a 30 minutos.

Passe os filetes por uma mistura de farinha de milho, frite em banho de óleo e reserve.

Aloure em azeite o bacon, o alho, a cebola e os pimentos. Molhe com vinho branco, deixe ferver e adicione o tomate e parte do caldo. Tape e deixe cozinhar. Junte o restante caldo e quando levantar fervura adicione o arroz e tempere.

Quando o arroz estiver no final da cozedura, junte mais caldo se necessário, o tomilho-limão e retifique temperos.

Para beber

Para acompanhar a receita, o chef Vítor Sobral aconselha um vinho verde Casa das Infantas de Paulo Laureano.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG