"O passado é tão poderoso que nem Deus o pode modificar"

Ribeiro e Castro tem como felicidade perfeita o Dolce far niente. Já um desgosto que destaca é uma "final em Amesterdão contra o Chelsea", afirma, no Questionário de Proust.

A sua virtude preferida?

Sentido de humor.

A qualidade que mais aprecia num homem?

Coragem.

A qualidade que mais aprecia numa mulher?

Alegria e mais duas.

O que aprecia mais nos seus amigos?

Cumplicidade.

O seu principal defeito?

Excesso de trabalho.

A sua ocupação preferida?

Escrever.

Qual é a sua ideia de "felicidade perfeita"?

Dolce far niente.

Um desgosto?

Aquela final em Amesterdão contra o Chelsea.

O que é que gostaria de ser?

Astronauta.

Em que país gostaria de viver?

Angola.

A cor preferida?

Azul, excepto no desporto.

A flor de que gosta?

Gerbera.

O pássaro que prefere?

Águia.

O autor preferido em prosa?

José Eduardo Agualusa.

Poetas preferidos?

Álvaro de Campos (Fernando Pessoa). Sophia de Mello Breyner.

O seu herói da ficção?

O Cozinheiro Sueco (dos Marretas). Gaston Lagaffe.

Heroínas favoritas na ficção?

Eliza (de My Fair Lady). Scarlett O"Hara (de Gone With The Wind).

Os heróis da vida real?

Tio Gilberto. São Nuno de Santa Maria (D. Nuno Álvares Pereira).

As heroínas históricas?

Margaret Thatcher, Anne Frank, D. Filipa de Lencastre.

Os pintores preferidos?

Fausto Sampaio, Dali, Neves e Sousa.

Compositores preferidos?

Gershwin, Falla, Shostakovich.

Os seus nomes preferidos?

Ana, Pedro, Maria, Joana.

O que detesta acima de tudo?

Falsidade e dissimulação.

A personagem histórica que mais despreza?

Adolf Hitler.

O feito militar que mais admira?

Batalha de Aljubarrota.

O dom da natureza que gostaria de ter?

Cor abundante e sem fim.

Como gostaria de morrer?

A dormir.

Estado de espírito atual?

Na boa. Leve-leve. Maningue nice.

Os erros que lhe inspiram maior indulgência?

Os cometidos por inocência ou ingenuidade.

A sua divisa?

O passado é tão poderoso que nem Deus o pode modificar.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG