Fim de semana com frio e nevoeiro. Chuva nem vê-la

Frio vai acentuar-se no domingo, com uma ligeira descida das temperaturas. As regiões Norte e Interior Centro vão registar valores negativos. A chuva só deverá aparecer a meio da próxima semana

Mais frio e nada de chuva. É este o cenário previsto para o fim de semana. As temperaturas começam a descer já esta sexta-feira, estando previsto um acentuado arrefecimento noturno para os próximos dois dias em todo o território. No domingo, prevê-se uma descida das temperaturas mínimas "um pouco por todo o país", diz ao DN Patrícia Gomes, meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA)

Prevê-se que "haja formação de neblina ou nevoeiro matinal em alguns locais que durante o fim de semana poderão persistir nas regiões do nordeste transmontano e Beira Alta.

As regiões Norte e Interior Centro vão ser as mais frias de Portugal, com as temperaturas mínimas a oscilarem em os -3º e os 0º graus Celsius, explica a meteorologista que fala em valores normais para a época do ano. Estima-se que para domingo Bragança tenha -3º graus, Castelo Branco e Viana do Castelo devem registar -1º, de acordo com as previsões divulgadas no site do IPMA.

O resto do território "terá valores de temperatura mínima entre os 0º e os 6º graus", sendo que poderá haver locais junto ao litoral, que por norma apresentam valores mais elevados, "que poderão estar entre os 5º e os 10º".

Já em relação às temperaturas máximas, o mercúrio dos termómetros vai oscilar entre os 5º e os 10º graus na região do Interior Norte e Centro e no restante território vai variar entre os 10º e os 17º.

Chuva deverá regressar a meio da semana

Para os próximos dias não está prevista chuva nem neve, diz Patrícia Gomes. Espera-se, no entanto, "formação de gelo ou geada em especial nas regiões do Interior, onde se registam as temperaturas mais baixas", refere.

O tempo seco mantém-se na segunda-feira e só deve precisar de chapéu-de-chuva a meio da próxima semana.

"Existe uma tendência para que a partir do dia 14/15 (terça e quarta-feira) possa ocorrer precipitação, principalmente nas regiões Norte e Centro", afirma a meteorologista que faz questão de salvaguardar que esta previsão tem ainda "alguma incerteza associada".

A precipitação deverá manter-se até ao próximo fim de semana.

Ondas podem chegar até aos cinco metros para esta sexta-feira

Para esta sexta-feira, as barras marítimas de Caminha, Vila Praia de Âncora, Vila do Conde, Esposende, Póvoa de Varzim e Ericeira estão fechadas a toda a navegação, devido à agitação marítima.

De acordo com a Autoridade Marítima Nacional, as barras marítimas de Viana do Castelo, Aveiro, Figueira da Foz, S. Martinho do Porto, no continente, e as de Santa Cruz das Flores e Lages das Flores, nos Açores, estão condicionadas.

Por causa da agitação marítima, o IPMA colocou os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria e Lisboa sob aviso amarelo até às 18:00 desta sexta-feira.

O IPMA prevê para hoje na costa ocidental ondas de noroeste com 4 a 5 metros, sendo 3 a 4 metros a sul do Cabo Raso, diminuindo para 3 a 3,5 metros a partir do final da tarde.

Para o fim de semana não se prevê avisos de agitação marítima "nem para a costa ocidental nem para a costa sul", refere a meteorologista Patrícia Gomes.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG