Sinal dos céus? Asteroide pode cair na Terra na véspera das eleições nos EUA

Segundo a NASA, há apenas 0,4% de probabilidade de o 2018 VPI - que terá cerca de dois metros de diâmetro - atingir o planeta.

Os antigos gregos e os romanos viam nos cometas e meteoritos um sinal de que algo grande estava para acontecer, bom ou mau. O que dizer então da possibilidade (mínima) de um asteroide com um diâmetro de cerca de dois metros (curiosamente a distância de segurança que muitos defendem que deve ser mantida entre pessoas por causa da pandemia de coronavírus) poder atingir a Terra na véspera das eleições norte-americanas de 3 de novembro?

De acordo com a agência espacial norte-americana (NASA), há 0,4% de probabilidade de o 2018 VPI atingir o planeta no dia 2 de novembro.

Mas, apesar disso, está a chamar a atenção pela proximidade da sua passagem com o dia das presidenciais, com a CNN a dizer que "2020 está a ficar melhor a cada dia", lembrando que depois da pandemia, da onda de protestos por causa das questões raciais e das eleições que prometem dividir os EUA, só faltava mesmo um asteroide estar a caminho da Terra.

Identificado pela primeira vez pelo Observatório Palomar na Califórnia, em 2018, este pequeno asteroide tem uma órbita de 731 dias em redor do Sol e não é considerado um perigo, já que as simulações não dão como certa uma colisão tão cedo. Deverá, contudo, passar até 420 mil quilómetros do planeta.

Mais Notícias