Salvador está a evoluir bem e a ser acompanhado pela família

O bebé que nasceu na quinta-feira, filho da canoísta em morte cerebral, apresenta uma boa evolução e um comportamento adequado à sua prematuridade.

Ao sexto dia de vida, Salvador, o filho da canoísta que se encontrava em morte cerebral desde dezembro, "evolui favoravelmente". A informação foi avançada esta terça-feira num comunicado assinado pela direção clínica do Centro Hospitalar São João (CHSJ), no Porto, onde o bebé nasceu na quinta-feira, com 1,7 quilos e 40 centímetros, às 31 semanas e 6 dias de gestação.

Segundo a mesma fonte, a "f amília tem acompanhado o Salvador e está a par de toda a sua evolução clínica". Depois de na sexta-feira lhe ter sido retirada a ventilação mecânica evasiva, o bebé está "já em ventilação espontânea, sem necessidade de oxigénio suplementar".

De acordo com a direção clínica do CHSJ, o bebé "apresenta comportamento neurossensorial adequado à sua prematuridade".

Catarina Sequeira, jovem canoísta de 26 anos, natural de Crestuma, em Vila Nova de Gaia, foi mantida viva para que o seu filho pudesse nascer. Sofreu um ataque agudo de asma às 12 semanas de gravidez, em dezembro do ano passado, e ficou em coma induzido no Hospital de Santos Silva, em Gaia.

A jovem entrou em morte cerebral, numa altura em que o bebé, o seu primeiro filho, teria 19 semanas. Foi levada para os cuidados intensivos do CHSJ, onde permaneceu até quinta-feira da semana passada, em suporte orgânico até se atingirem as condições de maturidade fetal necessárias para a realização do parto.

O nascimento do Salvador estava programado para a passada sexta-feira, mas surgiram complicações ao nível respiratório, que obrigaram a antecipar o parto em cerca de 24 horas.

Quando foi colocada a hipótese de o bebé nascer, foi chamado o pai da criança, que assistiu ao parto juntamente com dois irmãos de Catarina Sequeira.

Nos primeiros dias, o bebé teve algumas dificuldades respiratórias e precisou de suporte mecânico, mas os problemas parecem ter sido ultrapassados. De acordo com as previsões feitas pelos profissionais de saúde aquando do seu nascimento, Salvador deverá deixar o hospital dentro de menos um mês.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG