Publicidade com transexual gera boicote mas faz ações de empresa dispararem no Brasil

A Natura, gigante dos cosméticos, escolheu Thammy Miranda, ator que nasceu do sexo feminino, para campanha do Dia do Pai. Grupos conservadores, um dos filhos de Bolsonaro e um pastor evangélico atacaram. Já o mercado reagiu, aparentemente, com euforia.

Um dos 14 homens famosos escolhidos pela empresa brasileira de cosméticos Natura para assinalar o Dia do Pai, que se festeja no Brasil no segundo domingo de agosto, foi Thammy Miranda, ator que nasceu do sexo feminino, se assumiu como transexual em 2014 e é pai de Bento, nascido por inseminação artificial em janeiro. A escolha gerou, por um lado, um boicote à Natura, promovido por grupos conservadores ligados ao presidente Jair Bolsonaro e por líderes evangélicos, mas, por outro, uma forte alta das ações da empresa na Bolsa de Valores de São Paulo ao longo da semana.

A hashtag #naturanão foi das mais partilhadas na rede social Twitter no Brasil logo após a divulgação do anúncio. "Eles atacam a base da sociedade (família) para acabar com a sociedade. Percebe que no fundo é uma luta do mal contra o bem? Tome uma posição nessa luta, escolha o bem", resumiu um utilizador.

No meio dos milhares de tweets de cidadãos comuns no mesmo sentido, foi muito notada a intervenção do deputado federal Eduardo Bolsonaro, terceiro dos filhos do presidente. "Mulher como garoto propaganda do Dia do Pai. Depois homem para o Dia da Mãe. E quem falar o contrário já sabe né? É gado, é pessoa raivosa, discurso do ódio e fake news. Assim vão te calando e empurrando goela abaixo uma conduta totalmente atípica para padrões brasileiros", escreveu.

Para Silas Malafaia, pastor evangélico que celebrou o casamento de Jair e Michelle Bolsonaro, "colocar uma mulher para fazer papel de homem no Dia do Pai é uma afronta aos valores cristãos".

Como seria de esperar, ainda pelas redes sociais, Thammy e a mãe do seu filho, Andressa, foram defendidos em igual proporção por atores e influencers. O próprio reagiu com ironia à discussão: "Não tenho saco [calão brasileiro para testículos] para isso!". E apelou, depois da reação de Malafaia, ao seu lado cristão: "Sou muito temente a Deus e acredito que ele não faz nada em vão. Se vim como vim ao mundo, é porque tenho uma missão".

Silva Neto, pai de Thammy e avõ de Bento, defendeu a campanha: "Se Deus me der tempo e eu puder, quero ensinar três coisas para o meu neto: ser um ser humano, independentemente da sua condição sexual, ter caráter e respeitar a tudo e a todos. Desculpe, faltou uma.....amor é respeito à mulher".

Gretchen, a mãe de Thammy, cantora e bailarina cujo auge foi anos 80 e 90 do século passado, também reagiu: "Os haters são apenas uma minoria, a minha família está blindada", afirmou.

De facto, Thammy, que é candidato a vereador nas eleições municipais de outubro em São Paulo pelo Partido Liberal, viu os seus fãs nas redes sociais aumentarem após o anúncio. E a Natura celebra a valorização das suas suas ações em 1,5 mil milhões de reais, segundo a revista Forbes.

No dia 29, as ações da Natura subiram 6,7%, a maior alta do Ibovespa, principal índice de ações do Brasil, na sessão. Ao longo da semana, a subida ultrapassou os 12 pontos. Como não houve outras notícias relacionadas à empresa por aqueles dias, a maioria dos observadores atribui a alta à repercussão do anúncio. Houve, porém, quem atribuísse a uma coincidência.

"Foi uma coincidência: a Bolsa recuperou-se, o real valorizou-se e a companhia sinalizou um resultado melhor do que o esperado no segundo trimestre. É difícil isso [campanha com Thammy] ter impacto. O mercado não está tão sofisticado nesse sentido", afirmou Daniela Bretthauer, co-diretora da casa de análises Eleven Financial, ao jornal Folha de S. Paulo.

No entanto, as práticas "ESG", sigla inglesa para "ambiente, social e gestão" da Natura são muito apreciadas pelo mercado, não apenas nacional, mas global - a multinacional Avon adquiriu parte da companhia recentemente.

"Muita gente está atribuindo a alta de mercado a essa campanha, mas não podemos ser precipitados e atribuir somente a esse facto. O que temos de concreto é que as pessoas, na sua grande maioria, apoiaram a nossa iniciativa, escolha, curadoria e posicionamento", disse Andrea Alvares, vice-presidente de marca, inovação, internacionalização e sustentabilidade da empresa, em entrevista ao site da Ecoa, organização não governamental a favor da preservação do meio ambiente.

"Foram escolhidos homens que estão vivendo a paternidade de maneira presente, com todas as suas nuances. E Thammy é um deles. Não foi uma escolha deliberada para chocar ou questionar, mas sim dentro do que nós consideramos a paternidade possível", prosseguiu.

Em nota oficial, a Natura declarou ainda que "celebra todas as maneiras de ser homem, livre de estereótipos e preconceitos, e acredita que essa masculinidade, quando encontra a paternidade, transforma relações."

"O valor da diversidade está expresso em nossas crenças há mais de vinte anos, estando sempre presente em nossas campanhas publicitárias e projetos patrocinados", continua o comunicado.

Mais Notícias