Metro do Porto conta com novo tradutor de língua gestual

Projeto vai estar disponível na estação dos Aliados até ao final do ano. Objetivo é ajudar os utilizadores a responder a perguntas ligadas ao sistema de transportes

O Metro do Porto conta desde a última quinta-feira com um novo tradutor de língua gestual. No piso -2 da estação dos Aliados, na linha D (amarela), está instalado um ecrã gigante interativo, com capacidade de traduzir seis idiomas - português, cipriota, grego, alemão, esloveno e inglês.

De acordo com a TSF, o projeto é da responsabilidade do ISEP - Instituto Superior de Engenharia do Porto - e funciona com um sistema simples de resposta a perguntas respondidas por um avatar (boneco animado).

"Temos um conjunto de perguntas, as pessoas podem ir selecionando uma pergunta, ver o avatar a representar aquela pergunta em língua gestual do país que está selecionado, e depois tem também a possibilidade de ver a resposta", explica o professor do ISEP e um dos responsáveis do projeto Nuno Escudeiro.

De acordo com Nuno Escudeiro, o menu do ecrã encontra-se dividido em cinco categorias: andante, viagem, validação, zonas e passes mensais. Como tal, basta clicar numa das perguntas previamente associadas, e o avatar encarregar-se-á de responder.

"Por exemplo, o que é o andante, como posso adquirir o andante, o que acontece se alguém me roubar o cartão. Perguntas que são as mais frequentes compiladas pelo Metro do Porto", disse Nuno Escudeiro.

O projeto é financiado pela União Europeia, ao abrigo do programa Erasmus+. De acordo com Paula Escudeiro, professora do ISEP e outra coordenadora da iniciativa, as traduções respeitam a semântica utilizada em cada um dos países parceiros do projeto.

"Esta tradução não é direta do português escrito para língua gestual, sabemos que esta é uma língua natural, com características próprias. A nossa preocupação foi fazer uma tradução o mais rigorosa possível daquilo que são as regras gramáticas da própria língua gestual de cada país", afirma Paula Escudeiro.

O tradutor de língua gestual vai estar disponível na estação dos Aliados até ao final do ano, sendo que este é um projeto-piloto que irá durar três meses. Posteriormente, a ideia passa por alargar o conceito tanto para os transportes públicos como também outros serviços públicos, entre os quais escolas e autarquias.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG