Manifestantes pelo clima colam-se (literalmente) à estrada

Iniciativa da Extinction Rebellion em Dover acaba com dez ativistas presos. Um deles tem 91 anos.

Os ativistas da Extinction Rebellion tinham como objetivo bloquear o acesso ao porto. Alguns acabaram por ocupar duas faixas de rodagem de uma via numa tentativa de impedir que o tráfego chegasse ao porto de Dover, um dos principais entrepostos para a importação de alimentos do Reino Unido. Ao que foi noticiado, os ativistas que se sentaram na estrada terão colado as mãos ao pavimento.

Os manifestantes foram informados de que podiam manifestar-se nas imediações delimitadas para sua utilização, mas que se arriscavam a ser detidos se tentassem bloquear a estrada que os camiões utilizam para aceder aos ferries.

Entre os detidos estava um cidadão de 91 anos. À Sky News disse que estava em Dover por que foi a sua geração a causadora dos danos que levaram às alterações climáticas.

Chris Atkins da Extinction Rebellion Dover disse: "À medida que as alterações climáticas se forem desenvolvendo, milhões de britânicos comuns irão enfrentar a ameaça real e crescente da escassez de alimentos, escassez de alimentos, fome e fome.
"Tempestades e inundações extremas já estão a causar grandes estragos nas colheitas em todo o mundo, com temperaturas elevadas a afectarem também a agropecuária.

"Esta crise pode parecer distante agora, mas dada a dependência do Reino Unido das importações de alimentos, estamos extremamente vulneráveis.
"O governo deve dizer a verdade e agir agora.

Na semana passada, os deputados publicaram um relatório que explicitava o risco para a segurança alimentar decorrente do aumento das temperaturas globais, uma vez que o Reino Unido importa 48% dos alimentos que consome.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG