Google vai apoiar meios de comunicação em todo o mundo

Gigante tecnológico quer apoiar inovação jornalística em todo o mundo através de um fundo criado para o efeito, reconhecendo a importância do jornalismo para a democracia

A Google acaba de anunciar que vai alargar o programa de apoio aos media e transformá-lo num projeto global. Num encontro em Paris que reuniu jornalistas, criativos e gestores dos media a nível europeu - e que teve como mote "Melhorar o jornalismo de qualidade" -, o anúncio oficial foi feito por Richard Gingras, vice-presidente da Google para as notícias (também ex-jornalista), e por Madhav Chinnappa, diretor da mesma área. O objetivo continua a ser apoiar a inovação tecnológica mas também proteger os media.

Este é um desenvolvimento abrangente do modelo original de apoio aos media que a Google criou na Europa em 2016 - que a partir de agora se vai chamar Google News Initiative. Neste mesmo evento, Gingras identificou a "importância de dar contexto sobre os temas verdadeiramente importantes" como principal desafio dos media para os próximos anos. E avisou que os apoios irão implicar a partilha de conhecimento entre toda a indústria - amanhã será anunciado o primeiro projeto de apoio para a região Ásia-Pacífico e até ao final do ano deverão ser anunciados novos planos para outras regiões do globo.

O projeto Digital News Initiative da Google tem neste momento aberta a última de seis rondas de apoio para os meios de comunicação europeus. Já apoiou 461 projetos em 29 países, o que custou 94 milhões de euros à multinacional americana - excluindo os grandes países, o que mais se destaca é Portugal, com 21 projetos aprovados até agora e um apoio total de 5.8 milhões de euros (por comparação, a Polónia, que tem mais do triplo de habitantes, apenas teve 22 projetos aprovados num total de 3.9 milhões). Nestes dois anos, praticamente todos os grandes meios de comunicação em Portugal receberam apoios, além de alguns inovadores particulares e projetos universitários. E em junho, por alturas do anúncio dos vencedores da quinta ronda, o diretor do fundo DNI Ludovic Blecher falou ao Dinheiro Vivo sobre os projetos aprovados até aí.

Grande parte dos projetos inovadores a nível europeu, como por exemplo no âmbito da tradução simultânea, da exploração de novas tecnologias e da verificação factual, tem sido apoiado pela Google. A dimensão de inovação deste projeto tem sido particularmente importante para os pequenos e médios meios de comunicação, incapazes de inovar num período em que a crise económica e a perda de mercado publicitário se têm feito sentir de forma intensa.

Este modelo de apoio aos meios de comunicação acaba de ser imitado pelo Facebook, que se prepara para dar 5 milhões de euros aos meios de informação regionais no Reino Unido. Tudo isto se enquadra na crise dos media, que tem levado ao reconhecimento do seu papel na democracia e à necessidade de criar apoios, quer privados como neste caso quer públicos - como se espera que a União Europeia desenvolva a partir do próximo quadro orçamental.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG