Criança encontra espada com 300 anos com detector de metais de brincar

A espada poderá ter sido usada por oficiais do exército inglês entre 1720 a 1780. Um rapaz encontrou-a à beira de um rio na Irlanda do Norte com um detetor de metais que lhe foi oferecido no aniversário.

O rapaz, de dez anos, que vive na região rural de Derrylaughan, na Irlanda do Norte, encontrou o objeto, de importância arqueológica, apenas com um detetor de metais de brincar. Especialistas indicam que a espada poder ter cerca de 300 anos.

Fionntan Hughes, o rapaz, estava à procura de objetos enterrados com o seu detetor de metais perto do rio Blackwater, segundo noticia o jornal espanhol ABC. Enquanto explorava a zona o detetor foi descobrindo várias bugigangas, até que deu sinal de um objeto trinta centímetros enterrado no solo, indica a BBC. O objeto bastante oxidado revelou ser uma espada.

Como não conhecia a origem da arma, a família de Fionntan decidiu enviar fotos do objeto a comerciantes de armas antigas que indicaram tratar-se de uma espada usado entre o século XVIII ou início do século XIX.

Entre as características mais importantes estão no punho que indicam que poderá ter sido usada por oficiais entre 1720 e 1780, segundo o site Ancientes Origins. Contudo, o estado da espada dificulta saber com exatidão a sua data

Um especialista em armas indicou à BBC que provavelmente pode ser "a espada de um oficial inglés de acordo com a sua ornamentação e desenhos". A espada seria utilizada em ocasiões cerimoniais mas também poderia ter pertencido a um civil uma vez que na Irlanda do Norte os membros da elite dispunham de armas para combater em duelos, muito populares no século XVIII.

A família do rapaz quer agora saber como pode preservar a espada e se algum museu terá interesse em exibi-la.

Mais Notícias