Sócrates e Louçã deixam Clara de Sousa sem respostas

Moderadora do frente-a-frente de ontem diz ter "pena" de não ter tido resposta a todas as perguntas e explica porque não quis intervir demasiado no debate.

Naquela que foi a estreia como moderadora dos debates das eleições de 5 de Junho, Clara de Sousa não escondeu alguma "pena" por não ter obtido respostas de José Sócrates e Francisco Louçã a todas as suas perguntas.

"Tenho pena que algumas perguntas que lhes coloquei, nomeadamente ao nível político, não tenham sido respondidas, mas o tempo estava no fim", confessou a moderadora do frente-a-frente de ontem na SIC.

"Gostava que eles tivessem estabelecido o limite mínimo a partir do qual sairíam e dariam lugar à renovação", acrescenta a jornalista, adiantanto que os 45 minutos de debate "nunca dão para falar de todos os temas planeados".

No rescaldo do debate televisivo entre o secretário-geral do PS e o líder do BE, Clara de Sousa explicou ainda a decisão de não intervir demasiado na conversa. "Não gosto de um moderador que intervenha demasiado. Dei-lhes o tempo suficiente para esplanarem o que era essencial", rematou Clara de Sousa.

O debate da SIC, integrado no Jornal da Noite ficou, de resto, no quinto lugar dos programas mais vistos de ontem, perdendo para a TVI, mas atingindo um pico de um milhão e 380 mil telespectadores.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG