Piada anti-China em 'talk show' gera revolta

Frase que sugere matar-se chineses para abater dívida já levou a uma petição, uma manifestação e um pedido de desculpa de Jimmy Kimmel [COM VÍDEO]

O apresentador Jimmy Kimmel e o canal ABC estão a gerar uma onda de revolta depois de uma criança ter dito uma piada anti-China no talk show Jimmy Kimmel Live, durante um segmento em que o apresentador junta um grupo de crianças de seis e sete anos para debater temas atuais.

Assim, Kimmel questiona o leque de pequenos comentadores sobre a sua opinião sobre a dívida norte-americana e que soluções se conseguiriam encontrar para a minimizar. "Os EUA devem muito dinheiro à China, 1,3 triliões de dólares. Como é que podemos resolver o problema?", perguntava. Uma das crianças respondeu: "Matamos todas as pessoas na China". Kimmel desvalorizou a resposta e até chegou a rir-se. "Matar toda a gente na China? Ok, é uma ideia interessante", acrescentou.

O comentário não demorou a gerar uma onda de revolta, com várias pessoas a criticar tanto Kimmel como o formato de late night. Já foi até criada uma petição, com mais de 80 mil assinaturas, que pede o fim imediato do programa. O feedback levou também a ABC a emitir um pedido de desculpas. "Nunca transmitiríamos algo de propósito para revoltar a comunidade chinesa", pode ler-se na declaração do canal.

Face ao silêncio de Kimmel, dezenas de pessoas manifestaram-se à porta dos estúdios onde é gravado o talk show, obrigando o apresentador a dirigir-se à porta para se lamentar do sucedido. "Se vos chateei, peço muitas, muitas desculpas. Não foi, de todo, minha intenção", disse Kimmel.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG