Mário Ferreira desiste de empresa de Simone Fragoso

Empresário da Douro Azul emitiu um comunicado a anunciar que já não vai investir na empresa Sigurati Simone, na sequência das notícias recentes sobre a suspensão da atleta.

"Na sequência das notícias vindas a público acerca da situação competitiva da atleta Simone Fragoso, informo que entendi não avançar com a minha participação na empresa Sigurati Simone, apresentada no último episódio do programa Shark Tank", começa por dizer Mário Ferreira, explicando que esta decisão foi tomada "com enorme pesar" por ter sido um dos projetos que abraçou "com entusiasmo" e pela admiração pela atleta paralímpica: "Tomei esta decisão com plena convicção que por ter sido defraudada a relação de confiança estabelecida, e por terem sido ignorados valores que assumo como inegociáveis: honestidade, transparência e lisura profissional", descreve.

Ainda assim, o empresário da Douro Azul, um dos cinco 'tubarões' do programa das noites de sábado da SIC, explica que não coloca em causa "a excelente capacidade da atleta, nem o seu fantástico passado como atleta, ou a situação da sua suspensão. Isso cabe às autoridades apropriadas e não é esse o motivo nem a razão da minha posição". "Recebi confirmação desta situação por escrito, vinda da Federação Paralímpica Portuguesa, confirmando que a Simone Fragoso, não está hoje, nem estava quando foi ao programa na lista dos atletas Paralímpicos para os jogos do Rio 2016, por estar suspensa", afirma ainda.

Mário Ferreira afirma que participou no programa da SIC "com o objetivo de contribuir para a promoção e desenvolvimento do empreendedorismo em Portugal, dando espaço aos portugueses para apresentar e concretizar as suas ideias e para que bons e produtivos negócios pudessem ser realizados". E tais objetivos "saem defraudados com a não divulgação de informação relevante, por parte da empreendedora, aquando da sua apresentação do negócio no programa e posteriormente em conversas tidas com os investidores. Não se tratou de um desconhecimento da situação, mas uma opção pela não informação", afirma.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG