ERC chumba João Lopes para Conselho Geral Independente

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) emitiu um parecer desfavorável à indigitação do crítico de cinema para integrar o Conselho Geral Independente (CGI) da estação pública de rádio e televisão.

"A indigitação de um dos membros indicados pelo Governo obtém um parecer desfavorável, enquanto não houver lugar à suspensão pelo próprio, durante a vigência do respetivo mandato, das relações profissionais que mantém com órgãos de comunicação, e que configuram uma situação de conflito de interesses com o exercício do cargo", pode ler-se no comunicado enviado pela ERC às redações.

João Lopes que, a par da professora universitária Ana Lourenço, foi indigitado pelo Governo para integrar o CGI colabora atualmente com a SIC Notícias, a Antena 1 e o DN. "Considera o Conselho Regulador da ERC que o exercício de mandatos no Conselho Geral Independente da RTP implica a inexistência por parte dos seus membros de qualquer relação profissional direta ou indireta com órgãos de comunicação social."

Os restantes nomes indigitados para o CGI, o professor universitário Manuel Pinto e a gestora cultural Simonetta Luz Afonso (nomeados pelo Conselho de Opinião da RTP) obtiveram parecer favorável do regulador que, recorde-se, é "não vinculativo".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG