ERC alerta para desvalorização da rádio pública

Carlos Magno, presidente da Entidade Reguladora para a Comunicação Social, e Rui Gomes, vogal da mesma entidade, estiveram hoje na comissão parlamentar para a Ética, Cidadania e a Comunicação.

O presidente da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), Carlos Magno, afirmou hoje que a rádio está a ser "vampirizada pela televisão", numa alusão à RTP.

Carlos Magno falava na comissão parlamentar para a Ética, a Cidadania e a Comunicação, no âmbito das alterações à lei da rádio e de televisão, novo contrato de concessão e estatutos da RTP."A rádio está a ser vampirizada pela televisão", afirmou Carlos Magno aos deputados, numa alusão à perda do papel da rádio pública dentro do grupo RTP.

Também o vogal da ERC Rui Gomes destacou a atual situação da rádio. Esta "confronta-se com um problema", afirmou Rui Gomes, apontando que a rádio pública quando se juntou à televisão (RTP) "perdeu autonomia". Salientou ainda que há "desinvestimento de algumas antenas" da rádio e que com o novo contrato de concessão da RTP as diferenças no papel da rádio esbateram-se ainda mais.

Em relação à aposta na produção externa que o contrato de concessão estipula para a RTP, Carlos Magno não se alongou sobre o tema. No entanto, o presidente do regulador dos media citou estudos académicos sobre a produção externa da BBC que concluem que aquela aposta acabou por se tornar "tão cara e conservadora" como a produção interna. "É uma experiência que se passou em Inglaterra, [os estudos académicos] valem o que valem", afirmou, apontando que este é um tema "interessante" para ser analisado.

A ERC foi hoje ouvida na comissão parlamentar, depois de ter tecido críticas ao novo contrato de concessão da RTP.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG