Comissão de Trabalhadores da RTP denuncia atrasos

A RTP está com atrasos nos pagamentos de avenças e serviços externos, por serviços prestados em janeiro e fevereiro, em número "impossível de quantificar, mas que pode ascender às centenas", revelou à Lusa a comissão de trabalhadores da estação.

As várias direções na RTP, televisão e rádio, negociaram verbalmente em dezembro último com o universo dos prestadores de serviços externos -- cerca de seis centenas - uma redução remuneratória de avenças e outras prestações de serviços nos respetivos contratos, mas os novos contratos não foram, em muitos casos, logo formalizados, o que explicará a situação, confirmou a Lusa junto de várias fontes.

"Todos os contratos que foram submetidos à administração para renovação de prestação de serviços externos estão regularizados", contrapôs António Cunha Vaz, fonte oficial da RTP, em declarações à Lusa.

"Se houver situações eventuais de pessoas que se sintam lesadas, só têm que se dirigir à administração", acrescentou a mesma fonte.

"Estamos a ouvir que é amanhã, desde quinta-feira da semana passada, dia 28 de fevereiro, e hoje, dia 6 de março, ainda não tenho o dinheiro no banco", garantiu hoje à Lusa um prestador de serviços externos na RTP, que não quis identificar-se.

A mesma fonte garantiu, por outro lado, que não recebeu ainda o novo contrato para assinar, decorrente da negociação no final do ano. "Isto foi em dezembro, estamos em março. Não nos foi entregue nada. É dado assumido que ainda não há contrato, um dia vai haver", disse.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG