BBC contratou ator porno para programa sobre Maddie

A televisão inglesa está debaixo de fogo por ter usado um ator da indústria do sexo na reconstituição da noite em que Maddie McCann desapareceu.

Mark Sloan, que tem no currículo filmes da Playboy, foi contratado pela BBC para interpretar um dos amigos dos McCann no programa "Crimewatch". O ator surge na cena em que Gerry e Kate estão a jantar no restaurante "Tapas Seven", na noite em que a filha desaparece do quarto do Ocean Club, na Praia da Luz.

Ator da indústria de filmes pornográficos, Mark Sloan participou em filmes como "Sherlock Bones", "Tigh Rider" ou "From Dusk Till Porn" e já terá sido contratado pela BBC para outras emissões do programa "Crimewatch".

O facto de a BBC ter contratado um ator porno para a reconstituição de um caso como o desaparecimento de uma criança está a indignar vários organismos britânicos.

A associação Mothers Against Murder and Agression (mães contra assassinatos e agreressões, na tradução literal) mostrou-se, segundo é citada no "Daily Mail", "surpreendida por a BBC ter dado emprego a alguém que trabalha abertamente na indústria do sexo para um assunto tão sensível como esta reconstituição".

O deputado trabalhista John Mann exigiu explicações à BBC. "Eles claramente cometeram um erro. Não é este o nível que esperamos da BBC", disse.

A estação de televisão ainda não fez qualquer comentário ao caso, mas os pais de Maddie já disseram ao "The Mirror" que "este é um assunto para a BBC e para os seus valores de produção", recusando prestar mais declarações.

A emissão do programa "Crimewatch" em causa, emitida dia 14, conseguiu o seu recorde de audiência em 29 anos de existência, tendo sido vista por mais de 6,7 milhões de espetadores no Reino Unido.

O programa em causa, que mostrou vários novos retratos-robôs de alegados suspeitos, não foi emitido em Portugal. TVI e SIC tentaram adquiri-lo, em vão.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG