Sócrates perde ação judicial para jornalistas

Ex-primeiro-ministro não gostou que diário levantasse dúvidas sobre compra de apartamento. Perdeu mas vai recorrer

"Uma decisão exemplar." É assim que Paulo Ferreira classifica a sentença ontem conhecida na 11.ª Vara Cível de Lisboa, e que absolveu três jornalistas numa ação judicial movida por José Sócrates, que lhes exigia o pagamento de uma indemnização "não inferior a 250 mil euros, acrescida de juros".

Em causa está um artigo de 10 de fevereiro de 2009, do Público, assinado por Paulo Ferreira - atual diretor de Informação da RTP mas na altura diretor adjunto do diário - e Cristina Ferreira, redatora principal do jornal que era então dirigido por José Manuel Fernandes.

Contactado pelo DN, José Sócrates não quis comentar, mas fez saber, após contactar o seu advogado, Daniel Proença de Carvalho, que vai recorrer da decisão.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG