CNN despede editora por ter plagiado reportagens

Cadeia de televisão americana descobriu que a editora e jornalista francesa Marie-Louise Gumuchian plagiou 50 matérias, que foram publicadas no site da CNN.

A CNN pôs fim ao vínculo profissional que tinha com a editora e jornalista francesa Marie-Louise Gumuchian após descobrir que a jornalista terá plagiado 50 reportagens.

"A CNN descobriu várias situações de plágio cometidas por Marie-Louise Gumuchian, ex-editora de notícias. Ela escreveu sobre notícias internacionais e fez várias reportagens relativas a África, Europa e Médio Oriente", anunciou a cadeira de televisão americana em comunicado.

De acordo com a mensagem oficial da CNN, o caso foi descoberto na semana passada durante a revisão de um artigo assinado pela jornalista que trabalhava há seis meses para o canal de televisão americano a partir de Londres, Reino Unido.

Perante os múltiplos indícios de plágio, a CNN procedeu a alterações e fez "desaparecer" os conteúdos que até ali estavam disponíveis no site da CNN. "Colocámos fim à ligação laboral Marie - Louise Gumuchian, e removemos as partes que foram plagiadas. Em alguns casos, optámos por apagar por inteiro o artigo", informou a CNN ainda em comunicado.

Antes de trabalhar para a cadeia de televisão americana, Marie-Louise Gumuchian trabalhou durante nove anos para a Reuters. A agência noticiosa fez saber que será dado início a uma investigação para averiguar a veracidade dos artigos assinados pela jornalista.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG