Anúncio de Borges atrasou planos para as rádios públicas

Direções e responsáveis das três antenas da rádio públicas começavam a discutir as novas grelhas esta semana. Mas cenário da concessão adiou os encontros.

A administração da estação pública já tinha dado luz verde às três emissões da RDP na quarta-feira passada, e não apenas a duas como tem sido veiculado. Ao que o nosso jornal apurou, as antenas 1 e 3 iam ter novas matrizes a partir de Outubro, cujo debate interno que iria ser iniciado agora, mantendo-se a 2 como a rádio da música clássica

Contudo, uma das fontes ouvidas, adiantou: "Íamos começar a discutir as novas grelhas das rádios". Porém, uma outra afiançou que "as reuniões foram desmarcadas no fim da semana passada depois do anúncio feito por António Borges [consultor do govermo para as privatizações]. Ficou tudo em suspenso à espera de uma decisão".

De acordo com os dados do Bareme Rádio do segundo trimestre de 2012, a Antena 1 registou uma audiência acumulada de véspera de 4,1%. Ao contrário do que foi indicado na edição impressa do jornal, a Antena 3 registou 2,0% e a Antena 2 de 0,3%. Aos visados, pedimos desculpa pelo lapso.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG