Joana Ribeiro chocada com festas de orgias e drogas

"A mim chocou-me perceber que estas festas existem mesmo". As palavras são de Joana Ribeiro que na novela "Sol de Inverno", SIC, dá vida a Margarida, uma jovem que participa neste tipo de encontros

"É preocupante saber que jovens como a Margarida frequentam este tipo de saídas à noite, acho isto assustador, não saberia o que faria se fosse mãe de uma jovem destas. É preciso estarmos atentos", alerta a atriz de 21 anos.

Joana Ribeiro garante que esta personagem nada tem a ver consigo e que por isso o desafio está a ser ainda maior. "Não me revejo nada nesta personagem e isso é ótimo. A Margarida está a ser mais difícil do que a Mariana, mas isso é que é o giro. Em "Dancin"Days" encontrava algumas coisas em comum comigo, como a rebeldia, aqui não há nada", afiança.

Para conseguir encontrar a personagem de "Sol de Inverno" e ser o mais fiel possível à realidade, Joana Ribeiro explica que fez uma pesquisa intensa. "Quis procurar o máximo de informação sobre o assunto para saber o que são estas festas, li um livro "Fim da Inocência", que fala sobre estas festas com drogas e sexo. Para mim foi importante perceber que existe e que há muitas pessoas que passam por isto", revela a atriz sublinhado que até aqui não tinha conhecimento sobre o que eram estas festas.

Joana Ribeiro salienta que o que faz na novela é mesmo a imitação da realidade. Desengane-se quem pensa que apenas acontece na ficção. "Há muitas pessoas que podem achar que o que eu faço na novela não existe, mas existe mesmo. As pessoas é que não têm noção porque estas festas são apenas acessíveis a um determinado número de pessoas e de um certo nível com dinheiro. Em que os pais trabalham muito e não vêem o que os pais não têm tempo de ver o que os filhos estão a fazer", termina a atriz.

Mais Notícias