Ministério da Saúde

Plano contra covid-19 no outono-inverno

Médicos e hospitais queriam plano Marshall. Veem projeto sem metas

O plano para o outono-inverno do Serviço Nacional de Saúde, apresentado nesta segunda-feira, é "insuficiente". Na teoria, as intenções são boas, dizem o bastonário da Ordem dos Médicos e o presidente dos Administradores Hospitalares. Na prática, faltam explicações sobre como vai ser executado e, em muitos casos, é uma repetição da resposta anterior. Apesar disto, o reforço da capacidade de testagem, hospitais de retaguarda para doentes sociais, mapas epidemiológicos e recomendação sobre uso de máscaras em ruas movimentadas são medidas bem-vindas.

COVID-19

Testes, casos suspeitos. O que diz o Plano de Outono/Inverno?

Ministério da Saúde apresentou, nesta segunda-feira, o documento que mostra como se deve preparar o Serviço Nacional de Saúde para o outono e inverno. Os principais objetivos são "preservar vidas humanas, proteger os mais vulneráveis e preparar respostas para um previsível aumento de casos de covid-19", sintetizou o secretário de Estado adjunto da Saúde.

Casos de covid a subir

Discotecas e público nos estádios? "Não nos próximos tempos" 

Foram confirmados mais 646 novos casos de covid-19, nesta quarta-feira, o valor mais elevado desde 20 de abril. Governo e a DGS falam em aumento da movimentação populacional durante as férias, que deverá estender-se ao início do ano letivo. Não é, portanto, "prudente" pensar na reabertura das discotecas ou na possibilidade de jogos de futebol com público no estádio, afirmou a diretora-geral da Saúde.