Manoel de Oliveira

António Preto recorda o fascínio que Vale Abraão lhe provocou ao tomar contacto com a obra de Manoel
Exclusivo

Entrevista a António Preto

"Dirigir a Casa do Cinema Manoel de Oliveira é um grande privilégio e um trabalho inesgotável"

Assinalam-se hoje os 90 anos de Douro, Faina Fluvial, o primeiro filme de Manoel de Oliveira. Para celebrar a data, há um cine-concerto (19.00) no Auditório do Museu de Serralves, com duas bandas sonoras originais dos Sensible Soccers, que também dão música a O Pintor e a Cidade. Uma iniciativa que combina com a edição recente do livro Ditos e Escritos. O DN visitou a Casa do Cinema Manoel de Oliveira, à conversa com o seu diretor, António Preto, que respira memória e se confessa um espectador fascinado.