Hospitais

Ministério da Saúde diz que tem reforçado sistematicamente os recursos humanos no SNS. A nível de pessoal

Ordem dos Médicos

De norte a sul há hospitais em "estado de calamidade"

A realidade não é de agora. É de há anos. Há situações de "verdadeira calamidade" no SNS. Quem o diz são os presidentes das secções regionais da Ordem dos Médicos que denunciam ao DN situações que lhes chegam diariamente. A falta de profissionais, que advém dos salários baixos, de condições de trabalho e de projetos profissionais, a ineficiência de direções e administrações, a par da "ausência de liderança" da tutela, estão na base do problema. Amanhã o setor da saúde entra em greve. Hoje, o governo deve aprovar em Conselho de Ministros um novo Estatuto para o SNS.

Covid-19

Temido pede a hospitais de Lisboa que abram todas as camas disponíveis

O Hospital Amadora-Sintra teve de transferir 102 doentes desde terça-feira. A rede de oxigénio colapsou devido à sobrecarga de doentes. Mas outras unidades estão a viver a mesma "situação de catástrofe". A ministra reuniu-se ontem com os hospitais da capital e pediu aos que ainda não abriram todas as camas para que o façam.

Covid-19 no hospital Padre Américo

Na urgência em Penafiel há doentes suspeitos de covid junto dos outros

Foi a primeira região do país a sentir a pressão da covid-19, em março e agora. Mas se antes o Centro Hospitalar Tâmega e Sousa tinha como desculpa "a novidade da pandemia", agora os profissionais dizem que "já não tem, era previsível". No Hospital Padre Américo, há médicos "exaustos" e a viver o que consideram ser "desumano", para eles e para os doentes. A ministra foi ontem à unidade, profissionais pedem "intervenção".