futebol português

Desportos

O que é feito dos heróis (eternos) da Taça de Portugal?

Cláudio Oeiras (Torreense) eliminou o FC Porto em 1999 e hoje trabalha numa empresa que fornece produtos agrícolas a hipermercados. Cílio Souza (Gondomar) eliminou o Benfica e despediu Jesualdo em 2002, e hoje é treinador adjunto no renovado Beira-Mar. David Costé (Naval) marcou o golo que eliminou o Sporting em 2003 e é hoje treinador em escalões secundários em França.

Exclusivo

Defesa de papel

Benfica não sofria tantos golos há 59 anos. O que se passa?

Equipa de Jorge Jesus sofreu 16 golos nos primeiros 11 jogos da época. É preciso recuar 59 anos para encontrar registo igual. Três golos sofridos em três jogos seguidos só em 1946... Responsabilidade coletiva, mudança dos médios, erros individuais, centrais lentos, lesão de André Almeida e falta de tempo para trabalhar processo são algumas das explicações, segundo José Carlos, o antigo defesa direito encarnado, campeão em 1990-91.

Exclusivo

Vitória de Setúbal

O "assassínio" de um histórico do futebol português

Carlos Cardoso recusa ser pessimista, mas confessa que lhe dói a alma por ver o seu Vitória nesta situação aflitiva, podendo descer de divisão na secretaria. "As leis do futebol deviam servir para salvar a história do futebol e não deixar morrer clubes históricos", defende o ex-capitão. Dívidas no valor de 24 milhões de euros tramam os sadinos. DN revela PER.

Regresso do Futebol

Marítimo recusa jogar fora do Funchal. Liga pediu esclarecimentos à DGS

Carlos Pereira quer ter adeptos no estádio, jogar no Funchal, receber a Taça de Portugal, o que obrigaria as equipas a viajar para a Madeira, que ainda obriga a 14 dias de quarentena para quem se desloca à ilha. Viagens do clube ao continente também terão de ser repensadas uma vez que ainda não há datas para a retoma de voos regulares.