Filipe Froes e Patricia Akester

Filipe Froes e Patricia Akester

Balanço de um ano de pandemia de covid-19: da inevitabilidade a lições para o futuro

Umas vezes ganha-se, outras vezes aprende-se", adágio atribuído a Nelson Mandela e ensinamento que tão bem se aplica ao nosso dia-a-dia desde a declaração de pandemia emitida há mais de 13 meses pela Organização Mundial da Saúde (OMS), mais precisamente no dia 11 de Março de 2020. Inevitavelmente um dos maiores desafios para todos nós consiste, consequentemente, em saber o que aprendemos e o que vamos e queremos mudar no futuro no âmbito de um contexto repleto de oportunidades de aprendizagem.

Filipe Froes e Patricia Akester

Balanço da liberdade de imprensa após um ano de covid-19: com máscara e açaimo

Em 1644, no seu célebre ensaio sobre liberdade de expressão e de imprensa, "Areopagitica", John Milton declara assertivamente: "Dai-me a liberdade de saber, de proferir e de argumentar abertamente, acima de todas as outras liberdades." Isto é, séculos antes da adopção da Declaração Universal dos Direitos do Homem, Milton invoca o que mais tarde (mais precisamente em 1948) o artigo 19.º da Declaração Universal dos Direitos do Homem viria a reconhecer como liberdade de expressão: um direito que assiste a todos e que compreende a liberdade de opinião e de procurar, de receber e de transmitir informações e ideias, sem ingerência ou interferência de terceiros. Cedo entendeu Milton que a "nossa liberdade depende da liberdade de imprensa" (Thomas Jefferson), que os media, em geral, têm um papel fundamental no fornecimento de informação ao público, papel esse que requer autonomia e independência na recolha de dados e na transmissão de mensagem. Feita uma viagem-relâmpago aos dias de hoje, delineados que são pela pandemia, constata-se que a referida missão é alvo de um complexo paradoxo. Por um lado, o vírus acentuou a importância dos media tradicionais eleitos que foram pelo público como fontes credíveis e fidedignas sobre a covid-19 e, por outro lado, as restrições estabelecidas em nome da saúde criaram obstáculos à boa execução dessa tarefa.