Enologia

Carlos Lucas: O enólogo que não sabe estar parado

Brunch com

Carlos Lucas: O enólogo que não sabe estar parado

Estava tudo combinado. O enólogo, e também empresário, Carlos Lucas viajava de avião para Lisboa de manhã cedo, eu iria esperá-lo ao Aeródromo de Cascais e passados uns minutos estaríamos num hotel com vista para o mar a tomar um brunch e a falar do seu percurso para estas páginas. Só que a meteorologia fez das suas. Logo muito cedo surgiram os avisos atempados por SMS do atraso do voo que perspetivaram que o brunch se tornasse em almoço. Mas nem isso. O tempo piorou o avião não descolou e a conversa não aconteceu.

Enologia

Vinho abençoado

Com o vinho, temos uma certeza: ele é abençoado e o seu consumo também. Sim. Bebam, este é o meu sangue, todos sabem. Os pais fundadores da Igreja usaram o que tinham à mão para transmitir a mensagem divina: o vinho. E se foram os romanos que souberam aclimatar uma planta selvagem, sem interesse decorativo, mas carregando belos frutos vermelhos ou brancos com virtudes incomparáveis, foram os monges que deram a conhecer o vinho. Na Idade Média, a moda pegou. O vinho, ao longo dos anos, conseguiu o duplo feito de tornar-se ao mesmo tempo popular e burguês. Em Portugal, essa mudança acelerou nos últimos quarenta anos. A qualidade deu um salto, a diversidade das variedades de uva é apreciável - mesmo que digam que somente 40 das 340 variedades de uva listadas no país são utilizadas. As vinhas são bem cuidadas e as propriedades apoiam-se em enólogos ou técnicos qualificados. Quem nunca andou de norte a sul de Portugal para descobrir as diferentes vinhas e os vinhos produzidos nessas regiões deve fazê-lo com urgência! Da Quinta do Bomfim (Symington), na varanda do Douro, para a Casa de Santar (Globalwines-Dão) e sua Vinha dos Amores, passando pelo Esporão no Alentejo e muitos outros lugares e néctares para descobrir. Portugal é o principal consumidor de vinho: 54 litros por ano por pessoa, à frente de França (51,8 litros) e Itália (42 litros). O país é o 11.º maior produtor e o 9.º maior exportador do mundo: não é ruim para um país de 561 km de comprimento e 218 km de largura!