Em Foco

ARS de Lisboa e Vale do Tejo

Enfermeiros fazem mais horas extra mas não recebem todas

Em cinco meses, a ARS de Lisboa e Vale do Tejo já processou 182 mil horas extraordinárias aos profissionais de enfermagem. O custo atinge quase os três milhões de euros, mas há profissionais que não estão a receber todas as horas que fazem no próprio mês. Ultrapassam o limite definido na lei e a ARS só paga essas. Resultado: acumulam cada vez mais horas sem saberem quando as receberão. "E se as deixarmos de fazer?", questionam. ARS diz que paga horas autorizadas.

Entrevista a Isaltino Morais

"Admiro Rui Rio e acho que vai mesmo ser primeiro-ministro"

Isaltino Morais ainda não admite a recandidatura a Oeiras. Mas está por dias. Em conversa com o DN defende o papel do Estado, contra as ideias liberais, e manda recados a António Costa. Considera também que Rui Rio fez bem em posicionar o PSD mais ao centro porque essa será a única forma de ganhar algum do eleitorado do PS e, assim, alcançar o poder.

Hospital São Francisco Xavier

Dr.ª Camila, a médica que fala todos os dias com as famílias dos internados

Assim que viu a pandemia a desenvolver-se percebeu que as famílias seriam tão importantes quanto os doentes que iria tratar. Lançou o desafio aos colegas da unidade onde trabalha, todos aceitaram e organizaram-se. Arranjou telemóveis e tablets. Todos os dias há um telefonema e uma videochamada. Um ano depois, já falou com 190 famílias.