UE vai ter mais 10 milhões de doses da vacina da Pfizer no segundo trimestre

O acordo entre a Comissão Europeia e o consórcio Pfizer/BioNTech permite ter disponíveis 200 milhões de doses da vacina contra a covid-19 entre abril e junho deste ano. "Uma boa notícia", considera a presidente do executivo comunitário.

A Comissão Europeia chegou a acordo com o consórcio Pfizer/BioNTech para a entrega antecipada de 10 milhões de doses da vacina contra a covid-19 no segundo trimestre deste ano. Assim, entre abril e junho, a União Europeia vai ter disponíveis 200 milhões de doses desta vacina, anunciou esta terça-feira a presidente da Comissão Europeia.

Um acordo que permite aos estados-membros ter uma maior margem de manobra e, possivelmente, preencher as lacunas nas entregas da vacina contra a infeção pelo SARS-CoV-2, segundo Ursula von der Leyen.

A presidente da Comissão Europeia destaca a importância do segundo trimestre na implementação das "estratégias de vacinação nos estados-membros" e, em comunicado, diz que esta entrega antecipada da vacina da Pfizer eleva o total "para mais de 200 milhões" de doses deste fármaco entre abril e junho.

"Esta é uma notícia muito boa", sublinha von der Leyen.

O anúncio da entrega de mais 10 milhões de doses da vacina do consórcio Pfizer/BioNtech surge numa altura em que vários países da UE, entre os quais Portugal, suspenderam a administração da vacina desenvolvida pela AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford, devido a relatos de aparecimento de coágulos sanguíneos em pessoas após a imunização.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG