Três mortos na estrada na manhã de sábado

A GNR iniciou no dia 24 a Operação 'Natal Tranquilo', que vai decorrer em todo o país até dia 27

Pelo menos três pessoas morreram em três acidentes nas estradas portuguesas este sábado de manhã. Um despiste em Braga causou a morte a um jovem de 17 anos; outro despiste, em Ourém, fez outra vítima mortal, um homem de cerca de 25 anos; e uma colisão frontal em Esposende provocou um morto e dois feridos.

De acordo com o CDOS de Braga, um rapaz de 17 anos morreu e outro de 24 anos sofreu ferimentos ligeiros na sequência de um despiste na Estrada Nacional 205-4. O acidente aconteceu na freguesia de Palmeira, Braga, pelas 02:20, e o ferido foi transportado para o Hospital de Braga.

No concelho de Ourém, um homem morreu na sequência do despiste da viatura ligeira em que seguia, cerca das 08:10, em Pederneira, localidade da freguesia de Urqueira. A vítima, com cerca de 25 anos de idade, era o único ocupante do veículo.

Em Esposende, uma colisão entre dois automóveis na Estrada Nacional 103, em Forjães, provocou hoje um morto, um ferido grave e um ferido ligeiro, revelou fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Braga.

De acordo com a mesma fonte, a vítima mortal tinha "mais ou menos 25 anos", o ferido grave tem 27 anos e o ferido ligeiro 53 anos. A colisão "entre duas viaturas ligeiras" aconteceu pelas 08:15 de hoje, acrescentou a mesma fonte.

A GNR iniciou no dia 24 a Operação 'Natal Tranquilo', registando até ao momento seis vítimas mortais em acidentes rodoviários.

A operação 'Natal Tranquilo' vai decorrer em todo o país até dia 27, sendo intensificado o patrulhamento rodoviário para as vias que, nesta altura do ano, para a celebração da quadra natalícia, exigirão um maior tráfego resultante das deslocações.

Durante a operação, militares de todo o país, os comandos territoriais, a Unidade Nacional de Trânsito, bem como a unidade de intervenção, vão estar particularmente atentos a infrações como o excesso de velocidade, a falta de habilitação legal para conduzir, a condução sob o efeito do álcool e substâncias psicotrópicas, o não cumprimento das regras de trânsito, a incorreta ou não utilização do cinto de segurança e sistemas de retenção para crianças e utilização indevida do telemóvel durante a condução.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG