Suspeito de ter ateado sete fogos em Coimbra detido pela PJ

Homem de 25 anos detido usava chama direta, tendo a sua atuação colocado em risco "a integridade física e a vida de pessoas, habitações e a grande mancha florestal"

Um homem de 25 anos, empregado fabril, é suspeito de ter ateado sete incêndios florestais ocorridos este mês numa freguesia do concelho de Coimbra, anunciou esta terça-feira a Polícia Judiciária (PJ).

Segundo a PJ, o homem, que foi detido na segunda-feira, usava chama direta, tendo a sua atuação colocado em risco "a integridade física e a vida de pessoas, habitações e a grande mancha florestal".

"Ateou os incêndios na floresta, em zona com vasta mancha florestal, com continuidade vertical e horizontal, confinante com a zona urbana, com áreas ardidas de cerca de um hectare, que teriam proporções mais gravosas caso não tivesse havido uma rápida intervenção dos meios de combate", conta a PJ, em comunicado.

A detenção do suspeito foi feita através da Diretoria do Centro, com a colaboração do Grupo de Trabalho do Centro e Sul para a Redução das Ignições em Espaço Rural.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG