Suspeito acusado de atear fogo à casa da ex-mulher detido pela PJ

Bombeiro que ia a passar no local controlou a situação e evitou que o fogo se propagasse

A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro anunciou a detenção de um homem, de 60 anos, suspeito de ter ateado fogo à casa da ex-mulher, em Ílhavo.

Num comunicado, a PJ explicou que os factos ocorreram no final do mês de agosto num quadro de um divórcio recente, com um longo historial de violência doméstica.

Os investigadores responsáveis pelo caso afirmaram que o detido deslocou-se à casa da ex-mulher levando consigo algumas malas que ela tinha deixado na antiga residência do casal.

De seguida, o suspeito terá colocado as malas junto às portas e janelas e, com a ajuda de acendalhas, "ateou-lhes fogo, para que este se propagasse ao edifício onde aquela se encontrava, juntamente com o atual companheiro".

"A conduta do suspeito não teve consequências mais graves porque no local ia a passar um bombeiro, que prontamente apagou quase todos os focos de incêndio, mesmo antes de chegarem outros colegas que foram acionados para o combate às chamas", refere o comunicado.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG