Só pouco mais de meio milhão é que tem a vacinação completa

Relatório semanal da DGS sobre a vacinação contra a covid-19 revela que neste momento só 632 242 portugueses é que têm a vacinação completa, cerca de 6% da população. Com a primeira dose já há um milhão e meio, cerca de 15% da população.

Ao fim de 14 semanas do início do Plano de Vacinação Contra a Covid-19, há 1 588 315 portugueses que já tomaram a primeira dose da vacina e 632 242 que têm a vacinação completa, respetivamente cerca de 15% e de 6% da população total, revela o boletim semanal da DGS.

Em relação à semana anterior, nesta última houve mais 252 568 pessoas que receberam a primeira dose e mais 52 028 que apanharam a segunda dose, ficando com a vacinação completa.

Neste momento, e como o critério prioritário passou a ser o da idade, 90% dos maiores de 80 anos já recebeu a primeira dose da vacina (606 919) e 51% (344 738) já tem a vacinação completa. A faixa etária logo a seguir, que já integra a segunda fase do plano de vacinação, dos 65 aos 79 anos, já começou a ser vacinada na semana passada em vários concelhos do país, havendo agora 27% (436 576) com a primeira dose, mas só 3% é que já completou este processo (56 003).

A partir daqui, e tendo em conta as faixas etárias mais jovens a percentagem de pessoas vacinadas é ainda muito reduzida, caindo para os 12% a população com a primeira dose e para os 4% a que já tem vacinação completa, na faixa etária entre os 54 e os 65 anos.

Na faixa etária dos 25 aos 49 anos, a percentagem de vacinados cai ainda mais​​​​​​, para os 8% com a primeira dose e para os 4% com a segunda. ​

Até agora, Portugal recebeu nestas 14 semanas, três meses e meio de vacinação, 2 684 460 de doses e administrou 2 360 167. Recorde-se que o processo de vacinação tem registado atrasos não só no nosso país como em toda a Europa devido ao atraso por parte das empresas na entrega de vacinas.

Mas não só. Há uma semana a vacina da AstraZeneca foi suspensa para se aguardar a posição da Agência Europeia do Medicamento (EMA) sobre os efeitos adversos registados em pessoas com menos de 60 anos, que manifestaram a formação de episódios tromboembólicos, alguns dos quais fatais. A situação levou alguns países, incluindo Portugal a decidir usar esta vacina apenas em pessoas com mais de 60 anos, o que atrasou o processo em alguns países como em Espanha.

Hoje mesmo há a notícia de que outra vacina que estava prestes a chegar à Europa Vai ser atrasada. Trata-se da vacina da Jonhson & Jonhson. O anúncio foi feito pela própria empresa que, apesar da EMA ter aprovado a vacina a 11 de março, diz querer avaliar melhor os efeitos secundários manifestados por algumas pessoas e que envolvem também a formação de coágulos.

Ainda em relação a Portugal, a região de Lisboa e Vale do é que a tem maior número de pessoas com a vacinação completa (105 531), segue-se a região do Norte com 94 779, a do Centro com 59 440, o Alentejo e o Algarve com, respetivamente, com 18 217 e com 10 311. Nas ilhas, a Madeira já tem 11 512 pessoas com vacinação completa e os Açores têm 4 738.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG