Sete pessoas nos cuidados intensivos com Gripe A na semana passada

Na primeira semana da epidemia da gripe número de internamentos foi menos de metade do estimado para a semana anterior. Atividade gripal é baixa, dizem autoridades

Na primeira semana do ano (de 4 a 10 de janeiro) registou-se uma taxa de incidência de 47,2 por 100 mil habitantes, aponta o Boletim de Vigilância Epidemiológica da gripe divulgado na página do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA).

Durante o mesmo período foram internados sete doentes nas unidades de cuidados intensivos devido à gripe e todos eles estavam infetados com Gripe A. A taxa de admissão por gripe nestas unidades foi de 2,4%, uma valor "menos de metade do que foi estimado para semana anterior", aponta o documento.

Também a mortalidade observada por todas as causas apresenta "valores de acordo com o esperado".

Confirma-se o vírus Influenza A (H1N1) é o dominante nesta época gripal. Dos 360 casos notificados laboratorialmente até à primeira semana de janeiro, 102 foram positivos e destes 97 correspondiam à Gripe A. Nesta primeira semana, "em 34 casos de síndroma gripal foram detetados 20 vírus influenza A".

Na semana do início da epidemia da gripe, a atividade gripal é considerada "baixa" pelas autoridades de saúde que monitorizam a doença.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG