SEF identifica 10 pessoas em situação irregular em exploração agrícola de Estremoz

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) anunciou este domingo que identificou numa exploração agrícola, na zona de Estremoz (Évora), 234 cidadãos, na sua maioria estrangeiros, dos quais 10 estavam em situação irregular em território nacional.

Em comunicado, o SEF explica que desenvolveu uma ação de fiscalização na sexta-feira, numa exploração agrícola de mirtilos, em colaboração com a Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT).

A operação, segundo o SEF, teve como finalidade a verificação da situação documental dos cidadãos estrangeiros e respetivas relações laborais, bem como as condições da sua estada no país.

"No decorrer dos trabalhos, o SEF apurou a existência de três empresas responsáveis pela exploração agrícola fiscalizada, as quais haviam subcontratado outras 13 empresas, com diversos níveis de contratação e de subcontratação, para garantir as necessidades de mão de obra", pode ler-se no documento.

Na operação participaram 10 inspetores do SEF e seis da ACT.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG