Retrato de Assunção Esteves para a AR custou 15 mil euros

O preço já valeu a crítica de um deputado do Partido Socialista. O quadro está a ser feito pela pintora espanhola Isabel Guerra, freira

Em dezembro foi aprovada, pelo conselho de administração do Parlamento, a encomenda do retrato de Assunção Esteves, como é tradicional fazer com todos os antigos presidentes da Assembleia da República. Este retrato foi encomendado à artista espanhola Isabel Guerra, conhecida como "a freira pintora", e custou 15 mil euros.

Assunção Esteves afirmou que a escolha da pintora espanhola se justificou pela qualidade luminosa dos seus quadros, não tendo sido, no entanto, a sua primeira escolha - ao jornal digital Observador, contou que contactou primeiro Júlio Pomar e Paula Rego, que não tinham disponibilidade.

Um esboço do quadro, que ainda não foi apresentado oficialmente, já fez parte de uma exposição da artista em Madrid.

O deputado socialista Ascenso Simões aproveitou a sua página no Facebook para criticar o quadro, não só pelo preço mas também pela parte estética, declarando-se "estupefacto". "Não antecipo as razões que levam a que se encomende, pelo preço de 15 mil euros, um retrato do tipo 'a la minute' para colocar numa galeria oficial", escreveu.

O quadro será exposto no corredor que dá acesso ao gabinete do presidente da Assembleia da República, no Parlamento, podem ver-se os retratos de 12 anteriores presidentes da AR, pintados por vários artistas incluindo Pedro Girão, Pinheiro de Santa Maria, Maluda, Ana Duarte de Almeida, e mais recentemente, Isabel Garcia, que pintou Jaime Gama.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG