Químicos nos esgotos estão a mudar o sexo dos peixes

Peixes masculinos estão a produzir óvulos por causa dos químicos da pílula contracetiva e produtos de limpeza, entre outros

Um quinto dos peixes masculinos são agora transexuais devido aos químicos que são deitados pelos canos das casas, segundo um estudo da universidade de Exeter, no Reino Unido. Os químicos que estão a afetar os peixes vêm da pílula contracetiva, dos produtos de limpeza, dos plásticos e dos produtos de cosmética.

20% dos peixes de água doce do sexo masculino analisados em 50 locais diferentes no Reino Unido apresentavam traços femininos e começaram a produzir óvulos. A qualidade do esperma dos animais reduziu, assim como o comportamento agressivo e competitivo, o que poderá colocar em causa a reprodução destas espécies.

"Estamos a mostrar que estes químicos podem ter efeitos maiores na saúde dos peixes do que o esperado", disse o investigador Charles Tyler, citado pelo The Telegraph. Tyler, da Universidade de Exeter, que vai apresentar as conclusões do estudo esta semana no simpósio da Fisheries Society in the British Isles.

Foram identificados mais de 200 químicos nas plantas do esgoto com efeitos parecidos aos do estrogénio - um dos componentes da pílula contracetiva - e outras substâncias que alteram o comportamento natural dos peixes, como os antidepressivos.

Segundo Tyler, os antidepressivos "reduzem a timidez natural de algumas espécies de peixes", mudando a maneira como lidam com predadores, por exemplo.

O investigador afirma ainda que as próximas gerações de peixe poderão ser ainda mais sensíveis à exposição a estes químicos.

No estudo, foram usados "peixes transgénicos especialmente criados para nos permitir ver as respostas a estes químicos nos corpos dos peixes em tamanho real", disse Tyler. "Mostrámos, por exemplo, que o estrogénio encontrado em plásticos afeta as válvulas do coração", continuou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG