PSP realizou 832 ações junto da comunidade escolar

Do total de ações levadas a cabo pela PSP, 258 foram sobre o tema autoproteção, 'bullying' e 'ciberbullying', 150 sobre segurança infantil e 91 sobre prevenção e segurança rodoviária.

A PSP realizou entre 16 de junho e 8 de julho 832 ações de sensibilização junto da comunidade escolar, 258 das quais sobre 'bullying' e 'ciberbullying', no âmbito da operação "Escola Segura-Final do Ano Letivo 2020/2021".

Esta sexta-feira, em comunicado, a PSP refere que durante a operação fez 832 ações de sensibilização junto da comunidade escolar, que contaram com 14 506 participantes.

Destas ações, 258 foram sobre o tema autoproteção, 'bullying' e 'ciberbullying' (4.163 participantes), 150 sobre segurança infantil (2.586 participantes) e 91 sobre prevenção e segurança rodoviária (1.766 participantes).

Foram ainda feitos 969 contactos individuais de prevenção criminal junto das escolas.

A operação "Escola Segura - Final do Ano Letivo 2020/2021" teve por objetivo "incrementar o sentimento de segurança junto da comunidade escolar, conjugando uma vertente preventiva e pedagógica -- através da realização de ações de sensibilização -- com uma vertente fiscalizadora e dissuasora da prática de ilícitos criminais e contraordenacionais".

De acordo com a PSP, a operação visou igualmente a fiscalização da venda e consumo de bebidas alcoólicas e infrações rodoviárias nas imediações dos estabelecimentos de ensino.

A PSP tem 3.251 estabelecimentos de ensino e 922.734 alunos na sua área de responsabilidade, o que corresponde a cerca de 40% dos estabelecimentos de ensino e aproximadamente 58% da comunidade estudantil a nível nacional.

PSP realizou 920 operações de fiscalização, das quais resultaram 330 detenções

Na nota, a PSP adianta que está a acompanhar uma "fase crucial da vida estudantil de milhares de alunos, uma vez que também é responsável pela distribuição e recolha diária dos exames nacionais".

Durante a operação, a PSP realizou 920 operações de fiscalização, das quais resultaram 330 detenções, entre as quais 87 por falta de habilitação legal para conduzir, 54 por condução em estado de embriaguez, 30 por tráfico de droga, oito por posse de arma ilegal, 12 por furto e um por roubo, refere a PSP em comunicado.

Durante a operação, que decorreu no continente e nas Regiões Autónomas dos Açores e Madeira, foram cumpridos 104 mandados de detenção e apreendidas 19 armas, das quais oito são de fogo e 11 armas brancas, e 32.966 doses de estupefaciente, maioritariamente haxixe (29.551 doses).

No campo contraordenacional foram fiscalizadas 20.829 viaturas, tendo sido registadas 4.590 infrações ao código da estrada.

Foram registadas 642 infrações por falta de inspeção periódica obrigatória, 98 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório, 190 por uso indevido do telemóvel durante a condução, 111 por falta do uso do cinto de segurança e 1.378 autuações por estacionamento indevido nas imediações dos estabelecimentos de ensino.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG