PJ recupera "escultura descaminhada" de Rendeiro

A escultura estava num armazém em Alcabideche.

Polícia Judiciária recuperou uma escultura descaminhada que fazia parte do acervo de obras de arte apreendidas ao ex-banqueiro João Rendeiro.

A Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção, localizou e apreendeu uma escultura de autor desconhecido, denominada "Venezianischer Mohr (mouro veneziano), que se encontrava num armazém em Alcabideche, após busca não domiciliária levada a cabo naquele local", diz a PJ em comunicado.

"A obra agora recuperada, e que se encontrava desencaminhada, faz parte do acervo de obras de arte apreendidas a João Rendeiro, no âmbito de inquérito no qual se encontra condenado numa pena de 10 anos de prisão efetiva, pela prática de crimes de fraude fiscal qualificada, abuso de confiança qualificado e branqueamento", acrescenta a nota de imprensa.

Na quarta-feira passada, a Polícia Judiciária esteve a executar o arresto do património do ex-banqueiro na Quinta Patino, em Cascais, e em outros locais.

João Rendeiro, que aguarda uma decisão sobre processo de extradição para Portugal numa prisão de Durban, na África do Sul, foi alvo de três processos-crime, um deles transitado em julgado e que motivou o arresto de bens.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG