Pedro Dias transferido para prisão de alta segurança

Suspeito dos crimes de Aguiar da Beira está em Monsanto. Em entrevista divulgada pela RTP, diz estar inocente e preparado para "defender a honra"

Pedro Dias, que ficou na quinta-feira em prisão preventiva depois de ser interrogado pelo juiz, foi esta sexta-feira transferido do estabelecimento prisional da Guarda para Monsanto, avança o Jornal de Notícias,

Os advogados do suspeito de homicídios em Aguiar da Beira anunciaram entretanto que vão recorrer, para o Tribunal da Relação de Coimbra, da medida de coação de prisão preventiva decidida ontem pelo Tribunal da Guarda. E confirmaram ainda que Pedro Dias, 44 anos, se manteve sem silêncio perante o juiz.

Também esta sexta-feira, a RTP divulgou a entrevista feita a Pedro Dias no momento em que o homem, conhecido como "Piloto", se apresentou às autoridades para ser detido. O suspeito reiterou que o caso será esclarecido com a ajuda do "senhor GNR" que sobreviveu ao homicídio e diz que é um homem inocente, que quer defender a sua honra. "As coisas vão ser esclarecidas. Tenho provas e tenho a convicção para demonstrar que há equívocos", sublinhou.

Pedro Dias admitiu ainda ter desconfiado dos agentes que o perseguiam e assegurou que não conhece as vítimas mortais nem esteve com elas.

A RTP divulgou ainda o áudio do telefonema que foi feito pela advogada de Pedro Dias para o diretor nacional da PJ, dizendo-lhe que o suspeito se queria entregar às autoridades mas não à Brigada de Homicídios de Coimbra.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG