Pais de menina chinesa que caiu do 21.º andar condenados a 5 anos de pena suspensa

A criança de cinco anos ficou sozinha em casa, num 21º andar de um prédio no Parque das Nações, enquanto os pais estavam a jogar no Casino de Lisboa

Os pais da menina chinesa foram condenados a cinco anos de pena suspensa. Julgados por um crime de exposição ou abandono, agravado pela morte da criança, conheceram o acórdão de sentença esta segunda-feira, de acordo com a Lusa.

Segundo o despacho de pronúncia do juiz de instrução criminal, a menina foi deixada sozinha em casa enquanto o casal foi jogar para o Casino de Lisboa.

Nas alegações finais, que decorreram a 22 de novembro, o procurador do Ministério Público defendeu a condenação do casal, mas a uma pena suspensa, justificada com a ausência de antecedentes criminais e com o facto de os arguidos já estarem sujeitos à "perda da filha".

O advogado do casal. Correia de Almeida, pediu a absolvição dos seus constituintes, defendendo que "não houve crime de abandono, porque foi uma situação temporária".

O casal nunca prestou declarações em julgamento, mas o tribunal reproduziu as declarações dos arguidos em sede de primeiro interrogatório judicial, onde foi percetível os pais admitirem que a criança já tinha ficado sozinha em casa durante o dia, mas que, em Portugal, aquela foi a primeira vez.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG