Natal dos Hospitais será sempre espaço de partilha insubstituível

Marcelo Rebelo de Sousa estará hoje presente no Centro de Medicina de Reabilitação do Alcoitão. No Porto, decorre no Centro Materno-Infantil. Entre as 09.00 e as 20.00, em direto na RTP1

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai marcar presença hoje no Natal dos Hospitais, no Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão, onde estará pelas 14.30. A iniciativa criada pelo Diário de Notícias em 1944 e realizada desde 1958 em parceria com a RTP, que transmite o espetáculo em direto, entre as 09.00 e as 20.00, cumpre hoje a sua 72.ª edição.

Manda a tradição que pelos palcos do Natal dos Hospitais - em Lisboa a apresentação será de José Carlos Malato e de Catarina Furtado e no Porto será a vez de Sónia Araújo e Jorge Gabriel, que estarão no Centro Materno-Infantil do Norte - desfilem ao longo do dia os artistas, músicos, bandas e apresentadores que estão no coração dos portugueses - e dos que, atingidos pela doença, se encontram internados nos hospitais.

Tradicionalmente, as primeiras-damas fizeram sempre questão também de estar presentes: Manuela Eanes, Maria de Jesus Barroso, Maria José Ritta e Maria Cavaco Silva compareceram, ano após ano, nos hospitais para se juntarem a este Natal feito de música e de solidariedade. Hoje, é o próprio presidente da República que vai lá estar, ao início da tarde.

Pelos palcos instalados no Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão e Centro Materno-Infantil do Norte vão passar músicos e cantores como Marco Paulo, Mickael e Tony Carreira, Toy, Clemente ou José Cid, os Lucky Ducky, Fábia Rebordão, José Amaro, Bonga, Ágata, Dino Santiago, Yolanda Soareas, os UHF, Mónica Sintra, Emanuel, Leandro e muitos outros.

O bispo do Porto, D. António Francisco do Santos, é uma das personalidades que estará hoje no Centro Materno-Infantil do Norte, onde será entrevistado em direto, quando forem 11.50. O provedor da Santa Casa da Misericórdia, Pedro Santana Lopes, estará igualmente presente no Natal dos Hospitais, mas no Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão, onde será, por sua vez, entrevistado, às 12.45.

Um programa indiscutível

"É o grande dia" da estação pública de televisão, diz José Carlos Malato, que apresenta o programa ao lado de Catarina Furtado a partir do Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão. "É um momento de partilha do qual me orgulho de fazer há anos. O Natal dos Hospitais é uma mobília que nunca ficou desatualizada porque trata de pessoas e enquanto houver gente a precisar, faz todo o sentido continuar a existir", acrescentou o comunicador.

"Há um movimento artístico e popular em torno desta festa e isso é insubstituível do ponto de vista da memória e da televisão portuguesa", recorda ao DN o diretor de programas da RTP, Daniel Deusdado, para quem esta iniciativa "é tão importante que é indiscutível". "Nesse dia lideramos sempre [em audiências]. Aliás, este ano vou repetir a emissão mais perto do Natal", refere.

A alegria e a magia deste dia que é especial há 72 edições contará ainda com a presença de Hugo Sousa, Pedro Ribeiro, Francisco Menezes e Mário Daniel.

Realizado pela primeira vez em dezembro de 1944, por iniciativa do Diário de Notícias, o Natal dos Hospitais decorreu nesse primeiro e histórico ano no Hospital de Arroios (entretanto demolido), na Praça do Chile, onde um estrado fez as vezes de palco improvisado. Sobre ele, Vasco Santana e Mirita Casimiro, dois dos nomes mais consagrados do teatro português do século XX, animaram nesse dia a festa.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG