Milionário do Porto tentou matar a mulher e teve um enfarte

A vítima afirma que foi atacada pelo marido enquanto tomava duche. Foi atingida quatro vezes com uma maceta de pedreiro

Um homem português vai permanecer detido na Galiza pelo menos até sábado, após alegadamente ter tentado matar a mulher num quarto de hotel em Vigo, conta esta sexta-feira o jornal La Voz de Galicia. O homem portuense de 56 anos é descrito pelo meio de comunicação espanhol como sendo "milionário".

O suspeito está a ser investigado por ter alegadamente agredido a mulher, de 27 anos, com uma maceta de pedreiro enquanto a vítima estava a tomar banho no quarto de hotel onde estavam hospedados. A alegada agressão terá acontecido na segunda-feira.

Uma juíza decidiu esta quinta-feira que o suspeito, que após tentar matar a mulher teve um enfarte e permanece hospitalizado no Hospital Álvaro Cunqueiro, em Vigo, vai permanecer detido pelo menos até sábado. O Ministério Público espanhol procura a prisão preventiva para o suspeito, por acreditar que as suas ações mostram que este tinha planeado matar a mulher já quando a convidou para viajar.

Segundo contou a vítima ao La Voz de Galicia, o português tinha pedido à mulher, com quem casou há seis meses, que a acompanhasse a Vigo numa viagem de negócios. Perto das 8.30 de segunda-feira (7.30 em Lisboa), a vítima estava no duche quando foi atacada com uma maceta de pedreiro. O marido tê-la-á atingido quatro vezes na cabeça, mas a vítima conseguiu escapar do quarto de hotel e pedir ajuda.

O alegado atacante, que ficou para trás, teve um enfarte em resultado de um ataque de pânico. Após terem sido chamadas as autoridades, ambos foram hospitalizados, mas a vítima já teve alta. Os dois estavam casados há cerca de seis meses, e o DN sabe que a mulher tem dupla nacionalidade portuguesa e romena.

Fonte da Secretaria de Estado das Comunidades confirmou ao DN que o homem português permanece sob a custódia das autoridades e continua hospitalizado.

Mais Notícias