Megaoperação da PJ levou à detenção de 17 pessoas por fraude com recurso a aplicação MBWay

Estão em causa centenas de crimes de burla informática agravada, falsidade informática e acesso ilegítimo. Investigação da PJ em vários pontos do país teve como base casos de fraude com recuso à aplicação MBWay.

A megaoperação da Polícia Judiciária (PJ), levada ao cabo durante esta quarta-feira em vários pontos do país, levou à detenção de 17 pessoas, "11 homens e 6 mulheres, presumíveis autores de centenas de crimes de burla informática agravada, falsidade informática e acesso ilegítimo".

De acordo com a PJ, a operação denominada "Bad Way", em inquérito tutelado pelo Ministério Público de Estremoz, contou com o apoio da GNR e da PSP.

Uma investigação que começou "há alguns meses, tendo por base vários casos de fraude perpetrados de forma organizada, com recurso à aplicação MBWay", indica a força policial em comunicado.

Explica a PJ que a operaçãop policial levou à "identificação dos suspeitos, presumíveis autores de múltiplas ações criminosas, com impacto em centenas de vítimas".

"A estratégia investigatória visou a localização e agrupamento das várias participações que se encontravam dispersas por várias comarcas do país, por forma a demonstrar a atividade delituosa reiterada e organizada, conjugando e analisando toda a informação de forma a identificar/localizar os agora detidos", lê-se na nota da PJ.

Na sequência das detenções e buscas domiciliárias procedeu-se ainda à apreensão de objetos relacionados com a prática criminosa ou que foram adquiridos da forma ilícita, refere ainda a força policial.

Os detidos vão agora ser presentes a primeiro interrogatório judicial, para a aplicação das medidas de coação.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG