Manifestante que tentou subir escadaria do parlamento detido por desobediência

Um homem que se manifestava em frente à Assembleia da República em Lisboa tentou este domingo subir a escadaria e foi impedido por agentes da PSP, numa altura em que saíam os convidados da sessão solene do 25 de Abril.

A PSP deteve este domingo um homem, de 57 anos, que galgou as barreiras policiais e tentou subir a escadaria em frente à Assembleia da República em Lisboa, durante a sessão solene do 25 de abril, informou aquela força policial.

Em comunicado, a PSP esclarece que o indivíduo foi detido pelo crime de desobediência, não tendo sido registado qualquer incidente.

O detido integrava um grupo de poucas dezenas de pessoas que se manifestavam em frente à Assembleia da República com um pendão onde se lia "Na isenção, a razão".

"Assim que se aproximou o fim da cerimónia, um dos manifestantes, que já tinha expressado a intenção através das redes sociais em violar o perímetro de segurança, acercou-se das grades e, mesmo após ter sido advertido de que caso por ali tentasse irromper, incorreria no crime de desobediência e seria detido, o cidadão, consciente das consequências, acabou por galgar as barreiras, violando deliberadamente o espaço vedado ao público", refere a PSP.

De acordo com a Polícia, o homem já foi libertado com Termo de Identidade e Residência, tendo sido notificado para comparecer na segunda-feira no Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa.

À saída do parlamento do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e do primeiro-ministro, António Costa, ouviram-se desses manifestantes gritos como "Não à corrupção", enquanto os chefes de Estado e de Governo entravam nos respetivos automóveis.

Antes de entrar no carro, Marcelo Rebelo de Sousa acenou aos manifestantes.

Notícia atualizada às 18.00.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG