Mais uma morte e 324 casos de covid-19 em Portugal em 24 horas

Reportados mais 270 casos de pessoas que recuperaram da covid-19, indica o boletim epidemiológico da DGS.

Registaram-se mais 324 casos de covid-19 e uma morte nas últimas 24 horas, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde.

O relatório deste domingo (9 de maio) indica que estão hospitalizados 268 doentes infetados com o novo coronavírus (mais oito face ao dia de ontem), dos quais 74 em unidades de cuidados intensivos, o mesmo número de ontem.

Em 24 horas, recuperaram da doença mais 270 pessoas. num total de 800 277. Ao dia de hoje, existem mais 53 casos ativos da infeção, num universo de 22 313 pessoas.

A região norte continua a ser a que apresenta maior número de novos casos de covid-19, com 153, e a única a registar um óbito. A região de Lisboa e Vale do Tejo teve 107 novas infeções. Centro e Algarve registaram 21 novos casos cada uma. Na do Alentejo apenas foram reportados quatro novos casos.

A região autónoma dos Açores apresenta 16 novos casos de covid-19 e a da Madeira apenas dois, sendo que em nenhuma delas há mortes a registar.

Auto-agendamento a partir dos 60

O auto-agendamento para a vacinação contra a covid-19 passou a contemplar as pessoas a partir dos 60 anos, em vez dos atuais 65.

Esta fase começou no sábado, fruto do aumento do ritmo da vacinação. Na quinta e sexta-feira foram administradas mais de 100 mil doses por dia e a expectativa na task force é ter as pessoas acima dos 60 anos vacinadas com pelo menos uma dose até ao fim deste mês.

A 'task force' responsável pela coordenação do plano de vacinação salientou também o papel do sistema de auto-agendamento pela Internet na intensificação da administração de vacinas para o objetivo de 100 mil inoculações diárias, cuja marcação era anteriormente centralizada nos serviços de saúde, nomeadamente Administrações Regionais de Saúde (ARS) e Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES).

Alemães vacinados "livres"

Na Alemanha a vacinação também já está a produzir efeitos muito palpáveis. As pessoas que já estão vacinadas contra a covid-19 ficam isentas das restrições impostas aos outros cidadão, depois do governo ter aprovado legislação nesse sentido.

As imposições de recolher obrigatório e a limitação de contactos sociais deixam de se aplicar aos cidadãos alemães que já foram vacinados e os que tendo sido infetados recuperaram da doença. Neste momento são sete milhões de pessoas nesta situação.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG