Mais de 60 animais de zoo que fechou estão à solta na cidade

Entre os animais que circulam entre as pessoas estão um hipopótamo e um jacaré, macacos e pavões

Dezenas de animais de um antigo zoo que fechou portas em 2014, incluindo um hipopótamo e um jacaré, vagueiam livremente no município de Leme, no estado de São Paulo, no Brasil, gerando preocupações de segurança.

Lagartos, macacos e pavões também fazem parte da lista de animais que continuam a viver nas áreas do antigo jardim zoológico da cidade.

O alerta para o caso foi dado por uma publicação no Facebook que afirmava que os animais estavam debilitados e a passar fome. O objetivo era partilhar a publicação e as imagens para alertar as autoridades.

"Atualmente, 62 animais permanecem nas dependências do antigo zoológico e são mantidos pela prefeitura [câmara municipal], que fornece adequada alimentação e os devidos cuidados, através de corpo técnico formado por biólogos, veterinários e tratadores", informou a autarquia em comunicado.

A mesma entidade agradeceu "a preocupação da população", mas salientou que "a alimentação dos animais é nutricionalmente balanceada e custeada pela municipalidade", logo "não são necessárias doações para alimentação e quaisquer outros cuidados com os animais".

Quando o zoológico municipal foi fechado ao público "a maior parte dos animais foi destinada pelo DeFau [Departamento de Fauna da Secretaria de Estado de Meio Ambiente] a outros empreendimentos autorizados", lê-se na nota.

Atualmente, o Parque Ecológico Mourão está aberto ao público, inclusive com os seus trilhos e atividades de educação ambiental, mas sem acesso às dependências do jardim zoológico, de acordo com a mesma fonte.

A câmara municipal informou ainda que este mês assinou um acordo com o Ministério Público, que "prevê reforma e readequações estruturais das instalações do zoológico".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG