Covid-19: Mais 469 novos casos e 7 mortes

Há 223 pessoas internadas, 71 em cuidados intensivos. País conta agora mais de 17 mil mortes em consequência da pandemia de covid-19.

Portugal confirmou, nas últimas 24 horas, 469 novos casos de covid-19, segundo indica o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o relatório deste sábado (15 de maio) morreram mais 7 pessoas devido à infeção pelo novo coronavírus.

Desde 14 de abril que não se registavam tantos óbitos. Com os números de hoje o país atinge agora um total de 17 006 mortes em consequência da pandemia de covid-19.

Estão agora 223 doentes internados nos hospitais portugueses, menos 13 em relação ao dia anterior. Nas unidades de cuidados intensivos há 71 doentes, um decréscimo de um face ao boletim de sexta-feira.

Em 24 horas, recuperaram da doença 386 pessoas.

Há, nesta altura, 22 171 casos ativos de infeção por covid-19, mais 71 que no dia anterior.

A maioria dos óbitos (4) ocorreu na região de Lisboa e Vale do Tejo, dois na região centro e um na região norte.

Quanto ao número de contágios é a região norte que apresenta valores mais altos, com 167 novos casos, logo seguida por Lisboa e Vale do Tejo, com 162.

A pandemia de covid-19 já fez pelo menos 3.359.726 mortos a nível mundial, segundo o balanço diário feito pela agência France-Presse (AFP).

Mais de 161 milhões de casos de infeção foram oficialmente diagnosticados em todo o mundo, tendo sido registados mais 12.950 novas mortes e 728.160 novos casos na sexta-feira.

Os países com mais novas mortes nos seus últimos relatórios são a Índia com 3.890 novas mortes, o Brasil (2.211) e os Estados Unidos (758).

Os Estados Unidos são o país mais afetado, tanto em termos de mortes, como de casos, com 585.232 mortes em 32.895.292 casos, de acordo com a contagem da Universidade Johns Hopkins.

Depois dos Estados Unidos, os países mais atingidos são o Brasil (432.628 mortos e 15.519.525 casos), a Índia (266.207 mortos e 24.372.907 casos), o México (220.159 mortos e 2.377.995 casos) e o Reino Unido (127.668 mortos e 4.446.824 casos).

Entre os países mais duramente afetados está a Hungria, que tem o maior número de mortes por população, com 301 mortes por 100.000 habitantes, seguida pela Bósnia (274), Macedónia do Norte (249) e Montenegro (248).

Mais Notícias

Outras Notícias GMG