Leiria vai acolher 30 estudantes de Cabo Delgado

Alunos vão estudar e residir na cidade de Leiria e também nos polos do Politécnico em Peniche e Caldas da Rainha

Três dezenas de alunos oriundos da região moçambicana de Cabo Delgado vão ser acolhidos em Leiria, anunciou esta sexta-feira o município. Os alunos vão ficar a residir e a estudar no Instituto Politécnico, durante dois anos, frequentando cursos técnicos profissionais.

Da totalidade de alunos, 20 ficarão no concelho de Leiria, seis em Peniche e quatro nas Caldas da Rainha, sendo que o Município de Leiria providencia habitação para 12 alunos.

Este acolhimento resulta de um trabalho conjunto do Município de Leiria, IPL e Instituto de Bolsas de Estudo do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Moçambique.

Gonçalo Lopes, presidente da Câmara Municipal de Leiria, sublinha que esta iniciativa consiste na visão de apoio solidário do Município na área da formação destinada a jovens dos países de língua portuguesa, neste caso Moçambique.

"Este é um bom exemplo de trabalho entre instituições", destacou Gonçalo Lopes, manifestando disponibilidade para apoiar iniciativas como esta que contribuem para o desenvolvimento do país irmão.

Rui Pedrosa, presidente do Politécnico de Leiria, salientou a importância que a instituição a que preside atribui à internacionalização e à multiculturalidade, assumindo um valor especial neste caso específico por abranger estudantes oriundos de uma zona que vive uma situação de emergência.

Carla ​​​​​​​Coamba, diretora-geral do Instituto de Bolsas de Estudo do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Moçambique, agradeceu a oportunidade de formação dada aos jovens, dentro do espírito de solidariedade entre os dois países.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG